Passo 4 – Conteúdo que vale a pena

 

Publicado em 25/05/21

 

Não adianta fazer conteúdos rasos e, de certa forma, inúteis para o público. A quantidade de informações que recebemos minuto a minuto faz com que nossos olhos sejam super seletivos na hora de parar de rolar a tela e dedicar atenção a um post. Ou seja, é preciso muita estratégia para conquistar um leitor, e mais ainda, para receber dele um engajamento!

Algumas dicas podem ajudar:

– A imagem (ou vídeo) é a “porta de entrada” para a leitura do texto. Capriche no visual, mantendo sempre a identidade da sua marca (veremos isso com detalhes no próximo passo).

– O texto do post deve ser claro e objetivo – nada de textão! Se for o caso, faça um “Call to Action” com link para seu site, blog ou outra página, para aqueles que se interessarem em saber mais sobre o tema. Aliás, é sempre importante “levar” o internauta para algum lugar, para que a sua conversa com ele não termine no post. Um link para a sua página ou para uma landing page (falaremos sobre isso em um outro artigo) ou, mais diretamente, para o seu e-commerce!

– Os especialistas em comunicação afirmam que, para uma mensagem ser efetivamente absorvida e entendida pelo público-alvo, é necessário que o indivíduo veja a mesma informação pelo menos 4 vezes, de formas diferentes. Por isso, não hesite em adaptar um mesmo conteúdo para diferentes mídias e canais, que se complementem e reforcem a comunicação.

– Mas, o que falar para o meu público? Você não precisa cansar o internauta somente com ofertas de produtos/serviços. O mais indicado é interagir com ele de outras formas também, para não passar a imagem de que só quer vender e lucrar. Abordagens mais institucionais são muito úteis para valorizar a marca e conquistar e fidelizar clientes.

– Esta matriz de conteúdo, abaixo, é muito usada no marketing digital. Ela organiza as formas de interação com seu público em dois eixos que vão 1) do Racional ao Emocional e 2) do Reconhecimento para a Decisão, e quatro quadrantes: 1) Educar (Racional/Reconhecimento), 2) Entreter (Emocional/Reconhecimento), 3) Convencer (Racional/Decisão) e 4) Inspirar (Emocional/Decisão). Para cada um desses quadrantes, você pode criar diferentes tipos de conteúdo, buscando engajamento por meio de interações/reações.

– É importante que você tenha o apoio de profissionais para a produção das artes e dos textos. Eles terão a preocupação em manter uma identidade visual e de linguagem adequada à sua marca e às suas estratégias. Não é recomendado delegar essa tarefa a pessoas não especializadas, mesmo que elas sejam super gabaritadas nas áreas técnicas em que atuam, dentro da sua empresa, ou ainda, que sejam hábeis na utilização de softwares de criação de peças de comunicação. Você corre o risco de perder a credibilidade da sua marca por problemas alheios ao seu negócio como, por exemplo, um erro de gramática ou ortografia no texto do post, ou uma arte em desacordo com a sua identidade visual.